Bebê de 1 ano: O que muda na Alimentação?

Bebê-1-ano-o-que-muda-na-alimentação

Ao completar 1 ano de idade os alimentos passam a ser a base da alimentação do bebê e o leite um complemento.

Assim, o bebê deverá consumir a mesma alimentação da família, com os alimentos cortados em no tamanho adequado (não mais amassados) e a autonomia durante a refeição precisará ser estimulada.

Além disso, o sal, leites e derivados, pães e sucos de frutas poderão integrar a alimentação do bebê.

Confira abaixo a maneira mais saudável de incluí-los no cardápio.

Sal

De acordo com a recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria, ao completar 1 ano de idade, o sal de cozinha iodado poderá ser adicionado em pequena quantidade na alimentação do bebê.

Uma ótima opção para dar mais sabor na comida do bebê e da família utilizando pouca quantidade de sal é a utilização de temperos naturais.

Inclusive, já escrevi sobre o uso de Temperos na Introdução Alimentar com uma receita deliciosa de Caldo Aromático aqui no blog.

A utilização de sal de ervas também pode ser uma ótima alternativa para deixar a comida mais saborosa sem perder a praticidade.

Segue abaixo uma receita de sal ervas bem fácil de fazer:

Receita de Sal de Ervas

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de alecrim desidratado
  • 1 colher de sopa de salsinha desidratada
  • 1 colher de sopa de manjericão desidratado
  • 1 colher de sopa de orégano
  • ½ xícara de sal

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador até ficarem bem finos.

Acondicione em um pote de tempero e identifique com uma etiqueta a composição.

Dica: você pode mudar a combinação de ervas de acordo com sua preferência, ou ainda montar diversas combinações para cada tipo de alimento.

Leite, iogurte e queijos

Bebê-1-ano-iogurte

Com 1 ano de idade o bebê já pode tomar leite de vaca, consumir queijos e tomar iogurtes.

Porém, é necessário que esses alimentos não contenham aditivos químicos e nem açúcar, pois podem prejudicar a saúde do bebê.

Confira abaixo como inserir esses alimentos no cardápio do seu bebê.

Leite de vaca

Podem ser incluídas as versões em pó ou líquido, desde que não contenham conservantes ou estabilizantes.

Além disso, se o bebê estiver sendo amamentado com leite materno, não é necessário incluir o leite de vaca na alimentação.

Já nos casos dos bebês que tomam fórmula infantil, o consumo do leite de vaca dependerá da orientação do pediatra ou de um Nutricionista Materno Infantil.

Iogurte

A única versão que pode ser incluída é o natural, desde que contenha apenas 2 ingredientes: leite e fermento lácteo.

É possível encontrar no mercado diversas marcas que apresentam essa composição.

O bebê poderá consumir o iogurte puro, ou ainda misturado com uma fruta.

Uma opção para os dias de calor é bater o iogurte com banana congelada, resultando em um sorvetinho super saudável e que poderá ser oferecido no lanche da tarde.

Já as outras versões de iogurtes não devem ser oferecidas, pois contém açúcares, além de diversos tipos de corantes e conservantes que prejudicam a formação do paladar e a saúde intestinal do bebê.

Queijos

A partir de 1 ano pode-se oferecer diversos tipos de queijos ao bebê.

Mas atenção: é necessário se atentar em relação a procedência e o modo de armazenamento, afim de evitar uma toxinfecção alimentar no bebê.

Tipos de queijos que podem ser oferecidos ao bebê a partir de 1 ano:  

  • Queijo branco
  • Muçarela de búfala
  • Queijo minas padrão
  • Creme de ricota caseiro
  • Requeijão caseiro

Os queijos podem oferecidos em recheios de pães, pão de queijo, em quadradinhos com tomate cereja, manjericão ou em outras receitas de lanchinhos.

Pães, panquecas, bolinhos sem açúcar e biscoitos

Ao completar o 1º aninho, o café da manhã e o lanche da tarde do bebê devem ser reforçados.

Confira abaixo quais alimentos podem ser incluídos na alimentação do bebê:

  • Pães: caseiros ou de padaria sem conservantes (incluindo pão francês).
  • Panquecas: caseiras com frutas e farinha de aveia ou outras farinhas integrais.
  • Bolinhos: bolinhos caseiros simples adoçados com a própria fruta.
  • Biscoito simples: caseiros sem açúcar, de arroz (que tenha somente arroz, sal e cereais integrais na composição) e biscoitos de polvilho que não contenham gordura hidrogenada.

Suco de frutas

Suco Bebê 1 ano

A recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria é de não oferecer sucos até o primeiro ano de idade do bebê, pois aumenta o risco de obesidade infantil.

Após o 1º ano, os sucos naturais podem ser oferecidos, desde que na quantidade máxima de 120 ml ao dia.

No entanto, caso a criança já esteja bem adaptada ao consumo de frutas, aconselho que o suco seja oferecido de maneira esporádica.

Caso você tenha dúvida em relação a alimentação do seu bebê após o primeiro ano de idade, converse com um Nutricionista Materno Infantil ou com o pediatra do seu bebê.

Nutricionista materno infantil On-line

Artigos Relacionados

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paula Stancari

Paula Stancari

Nutricionista Materno Infantil Especialista em Introdução Alimentar, dificuldades e alergias alimentares, prematuridade e cólicas do bebê

Receba as novidades

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn