O Diabetes Gestacional é o problema de saúde mais comum na gestação e é caracterizado pelo aumento do nível de glicose no sangue. Diversos são os problemas em adquirir Diabetes Gestacional tanto para a mãe quanto para o bebê. Nas mulheres é um indicativo importante de aparecimento de Diabetes tipo 2 em alguma fase da vida (risco 7x maior).

Além disso, se o bebê estiver com peso superior a 4 kg aumentam as chances de problemas durante o parto, pois, devido a exposição a grandes quantidades de glicose, o bebê pode ter um crescimento excessivo (macrossomia fetal), resultando em um ambiente intra-uterino desfavorável, aumentando o risco de hipoglicemia neonatal e desenvolvimento de diabetes de obesidade na vida adulta.

Durante a gestação, os hormônios da placenta podem elevar os níveis de açúcar no sangue, fazendo com que o pâncreas da mãe precise aumentar a produção de insulina para compensar esse excesso. Contudo, em algumas mulheres este processo não ocorre e elas desenvolvem a Diabetes Gestacional.

É claro que outros fatores também contribuem para o aparecimento da Diabetes Gestacional, como por exemplo:

• Iniciar a gestação com excesso de peso
• Ganhar muito peso durante a gestação
• Idade materna > que 35 anos
• Histórico familiar de Diabetes em parentes de 1º grau
• Histórico de Diabetes gestacional na mãe da gestante
• Hipertensão na gestação ou pré-eclâmpsia na gravidez atual
• Antecedentes de abortamentos de repetição, malformações, morte fetal ou neonatal
• Síndrome do Ovário Policístico (SOP)
• Gestação múltiplas (gêmeos, trigêmeos, etc.)

Para se fazer o diagnóstico de Diabetes Gestacional, o médico deve solicitar, logo na primeira consulta de pré-natal, o exame de glicemia de jejum. Se o valor encontrado for maior ou igual a 92 mg/dL, o resultado deverá ser confirmado com uma segunda dosagem da glicemia de jejum. Caso a glicemia seja menor que 92 mg/dL, a gestante deverá ser reavaliada no segundo trimestre.

Vale lembrar que, independente do valor do resultado do exame de glicemia de jejum, todas as gestantes entre a 24ªe 28ª semanas de gestação devem realizar o teste oral de tolerância à glicose (TOTG) para fazer saber se tem Diabetes Gestacional.

Caso você tenha sido diagnosticada com Diabetes Gestacional, a recomendação é procurar orientação nutricional adequada e individualizada, priorizando alimentos naturais, ricos em fibras, de baixo índice glicêmico e com aporte adequado de nutrientes para suprir as necessidades da mãe e do bebê.

Ficou com alguma dúvida?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Leia Mais

Gestante pode tomar café?

Gestante pode tomar café?

Você sabe se gestante pode tomar café ou não? Se está procurando a resposta para essa pergunta, aqui é o lugar certo para tirar essa e outras dúvidas.

Consultório Anália Franco

Av. Regente Feijó, 944 – 7º andar - Anália Franco – São Paulo

Consultório Vila Clementino

R. Dr. Diogo de Faria, 892 - Vila Clementino - São Paulo

Paula Stancari © Copyright 2021. Todos os direitos reservados

Enviar
1
Ficou com alguma dúvida?
Olá!
Em que podemos lhe ajudar?