13 Alimentos proibidos para bebês

12 alimentos proibidos para bebês

Durante a Introdução Alimentar, que terá duração até os 2 anos de idade,  é recomendado que o bebê conheça a maior variedade possível de alimentos com diferentes texturas e sabores.

Porém, alguns alimentos não devem ser oferecidos ao bebê, pois podem aumentar as chances do desenvolvimento de doenças, inclusive  na vida adulta.

Conheça quais são esses alimentos e o porque não devem ser oferecidos.

Leite de vaca e seus derivados (iogurte, queijos e Petit Suisse)

leite e derivados proibido bebês

O consumo de leite de vaca antes dos 12 meses de idade aumenta o risco de desenvolvimento de anemia e de Hipertensão Arterial na vida adulta.

No entanto, esses alimentos podem ser incluídos na alimentação dos bebês maiores de 1 ano.

Mel

mel proibido bebês

O consumo de mel antes dos 12 meses aumenta o risco de botulismo, uma doença grave que pode levar à morte por paralisia da musculatura respiratória.

Além disso, é recomendado evitar o consumo até os 2 anos, pois pode atrapalhar o desenvolvimento da microbiota intestinal e a formação do paladar do bebê.

Açúcar

açúcar proibido bebês

É contraindicado o consumo de açúcar antes dos 2 anos de idade do bebê. Inclusive, é uma recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria e do Ministério da Saúde.

Isso porque o açúcar pode atrapalhar a formação do paladar e da microbiota intestinal, a imunidade, e ainda aumenta as chances de obesidade e cáries dentárias.

Para saber mais sobre o porque não dar açúcar ao bebê confira o artigo Açucar: por que não oferecer aos bebês?

bebe-pegando-brocolis-curso-bebe-comendo-bem

Sucos (inclusive os naturais)

O consumo de sucos deve ser evitado até os 12 meses de idade, pois pode aumentar o risco de desenvolvimento de Diabetes e Obesidade na vida adulta.

Após os 12 meses a família pode oferecer 120ml de suco natural por dia sem açúcar.

Se quiser saber mais assista o vídeo no meu canal do YouTube ou leia o artigo em que eu respondo a pergunta: Bebê pode tomar suco?

Sal

sal proibido para bebês

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, o consumo de sal antes dos 12 meses de idade aumenta as chances de desenvolver Hipertensão Arterial na vida adulta.

Engrossantes

O consumo de engrossantes por bebês é totalmente desaconselhado.

Sua composição contém açúcar e diversos tipos de farinhas que tendem a alterar o mecanismo de fome e saciedade do bebê, contribuindo para o aumento do risco de obesidade infantil e, em alguns casos, até atraso de crescimento.

Biscoito do tipo “Maisena”

Biscoito maisena proibido bebês

Esse tipo de alimento contém açúcar e um tipo de conservante chamado Metabissulfito de Sódio.

O consumo desse conservante pelo bebê aumenta as chances de desenvolvimento de problemas respiratórios que podem ser confundidos com bronquite.

Biscoito de Polvilho

Bebês de até 12 meses de idade não devem consumir Biscoitos de Polvilho, pois contém sal e Gordura Hidrogenada (Gordura Trans).

Esse tipo de gordura contribui para o aparecimento do colesterol ruim – LDL, além da diminuição do colesterol bom – HDL.

Após os 12 meses o Biscoito de Polvilho poderá fazer parte dos lanchinhos do bebê, desde que não contenha Gordura Hidrogenada ou aditivos químicos, como conservantes, aromatizantes, corantes, etc..

Achocolatado

achocolatado proibido bebês

O consumo de achocolatado por bebês é totalmente desaconselhado, pois além de ser um alimento de baixíssimo valor nutricional, pode prejudicar bastante a saúde do bebê.

Por conter entre 60 e 90% de açúcar, diversos aditivos e conservantes em sua composição, é considerado um Alimento Ultraprocessado.

Além disso,  o consumo de achocolatado pode alterar o paladar, a microbiota intestinal, e aumentar as chances de desenvolvimento de cáries e obesidade infantil.

Inclusive, eu já escrevi sobre o consumo de Achocolatado para Crianças em outro artigo.

Café ou Chás escuros

São alimentos que contém cafeína e não agregam qualquer valor nutricional.

Sem contar que a cafeína é um estimulante do sistema nervoso central, e o seu consumo por bebês pode ocasionar diversas complicações, como por exemplo:

  • Baixo ganho de peso
  • Dilatação dos vasos sanguíneos
  • Aumento da pressão arterial
  • Distúrbios do sono
  • Irritabilidade, nervosismo e agitação
  • Dificuldade de absorção de cálcio e ferro

Se você quiser saber mais sobre o consumo de cafés por crianças pode conferir esse artigo: Crianças podem tomar café?

Tempero Industrializado, salgadinhos e enlatados

Contém excesso de sódio e diversos aditivos químicos, como corantes, conservantes e realçadores de sabor.

O consumo desses componentes por bebês pode ocasionar diversos problemas de saúde, como por exemplo:

  • Sobrecarga do funcionamento dos rins
  • Aumento da pressão arterial
  • Alteração da microbiota intestinal
  • Alteração do paladar
  • Comprometimento da absorção de cálcio nos ossos

Gelatina

Por conter muito açúcar, corantes, conservantes e adoçantes artificiais, a gelatina industrializada não deve ser oferecida aos bebês.

Refrigerantes e sucos artificiais

refrigerantes e sucos proibidos para bebês

Ambos alimentos contém excesso de açúcar, corantes e diversos aditivos químicos.

Os refrigerantes contém Ácido Fosfórico. O consumo desse componente promove a desmineralização óssea, o que prejudica a composição de ossos e dentes do bebê.

Além disso, o consumo desses alimentos contribuem negativamente para a saúde dos bebês, pois pioram a imunidade, favorecem o desenvolvimento da obesidade e de cáries dentárias.

Em caso de dúvidas sobre alimentação do seu bebê, procure um Nutricionista Materno Infantil, ele é o profissional mais indicado para lhe auxiliar nessa fase.

Artigos Relacionados

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Paula Stancari

Paula Stancari

Nutricionista Materno Infantil Especialista em Introdução Alimentar, dificuldades e alergias alimentares, prematuridade e cólicas do bebê

Receba as novidades