Quando e como oferecer ovo na Introdução Alimentar

Ovo-introducao-alimentar

O ovo é um alimento extremamente nutritivo e de fácil preparo, ideal para oferecer aos bebês durante a Introdução Alimentar.

Por ser considerado um alimento potencialmente alergênico, durante muitos anos a recomendação foi de introduzir o ovo apenas após os 9 meses de idade do bebê, mas atualmente a recomendação é outra.

Neste artigo vou detalhar o momento ideal para incluir o ovo na alimentação do bebê, como preparar, oferecer, escolher e armazenar, além da frequência semanal que o ovo deve estar presente no cardápio.  

Quando começar a oferecer ovo para o bebê?

No último Consenso Brasileiro sobre alergia alimentar, a Sociedade Brasileira de Alergia e Imunologia recomendou que a introdução do ovo dever acontecer entre os 6 meses até o primeiro ano de idade do bebê.

Essa mudança na recomendação foi devido a janela imunológica, que é uma fase em que o organismo do bebê apresenta menor incidência de alergias a alimentos considerados alergênicos, como o ovo.

Mas atenção: oferecer o ovo apenas 1 vez não garante menor risco de alergia alimentar, uma vez que é necessário incluir esse alimento com frequência na alimentação do bebê.

Na prática, se a família não oferecer o ovo nessa fase, poderá aumentar o risco de alergias alimentares, uma vez que o bebê não será exposto no momento oportuno.

Pode oferecer ovo para bebês com risco aumentado de alergia alimentar?

Bebês que tenham Alergia à Proteína do Leite de Vaca (APLV) ou Dermatite Atópica Grave podem apresentar maior risco de alergia alimentar ao ovo.

Nesse caso é indicado uma avaliação médica para iniciar a Introdução Alimentar com mais segurança e, somente após liberação médica, o ovo poderá ser oferecido ao bebê.

Como preparar o ovo para o bebê?

Existem quatro formas de preparar o ovo para o bebê durante a Introdução Alimentar: cozido, mexido, omelete e pochet.

Vale ressaltar que na versão cozido, o ovo não poderá ficar mole devido ao risco de conter Salmonella, nem poderá ficar com a gema escura, pois atrapalhará a absorção das proteínas.

O tempo ideal de cozimento do ovo para oferecer ao bebê é entre 7 e 9 minutos após o início da fervura.

Já na versão mexido é importante se atentar para a qualidade da panela.

ovo-mexido-introducao-alimentar

Panelas antigas com a camada de antiaderente danificada podem soltar partículas tóxicas e contaminar o ovinho do bebê.

É aconselhável utilizar panelas antiaderentes em bom estado e untar a panela com um fio de óleo vegetal antes de acrescentar o ovo.

Para o omelete basta bater o ovo, acrescentar alguns temperinhos naturais, como cebolinha ou salsinha e adicionar na panela.

Já na versão pochet, o ovo poderá ser feito em água ou em molho de tomate caseiro, desde que não contenha sal.

Como oferecer o ovo ao bebê?

Por ser um alimento bem macio, normalmente o ovo tem boa aceitação durante a Introdução Alimentar.

A forma mais fácil de oferecer ovo para os bebês aos 6 meses é cozinhar e amassar com o garfo.

No entanto, caso a família prefira, também poderá oferecer mexidinho, desde que seja bem cortado.

Caso a família opte pelo método BLW/BLISS, o ovo poderá ser oferecido cortado em 4 partes.

Já a omelete deverá ser cortada em tiras, de modo que o bebê consiga pegá-lo e levar à boca.

Aos 9 meses de idade a maioria das crianças desenvolve o movimento de pinça. Com isso, o ovo poderá ser oferecido nas versões cozido, mexido, omelete ou pochet, desde que esteja em pequenos pedaços.

Como escolher e armazenar o ovo?

O mais indicado é escolher ovos que estejam com a casca íntegra e sem rachaduras.

Vale lembrar que os ovos nunca devem ser lavados, pois a limpeza aumenta a porosidade da casca, permitindo a entrada de bactérias.

ovo-como-escolher

Além disso, os ovos não devem ser armazenados na porta, mas sim dentro da geladeira, pois as temperaturas são menores e os ovos não ficarão em movimento.

Para verificar se o ovo está próprio para consumo, uma dica preciosa é colocar o ovo dentro de um copo com água: se ele boiar indicará que o ovo já está velho ou impróprio para o consumo.

Com qual frequência pode oferecer ovo ao bebê?

O ovo é um alimento rico em proteínas, zinco, fósforo e vitaminas A, E e do complexo B, dentre elas a colina, importantíssima para o desenvolvimento cerebral.

Com isso, a recomendação é oferecer ovo ao bebê no mínimo 1 vez por semana.

Em caso de dúvidas durante a Introdução Alimentar do seu bebê, procure um Nutricionista Materno Infantil.

Artigos Relacionados

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paula Stancari

Paula Stancari

Nutricionista Materno Infantil Especialista em Introdução Alimentar, dificuldades e alergias alimentares, prematuridade e cólicas do bebê

Receba as novidades

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn