Introdução Alimentar: Mitos e Verdades

Introdução Alimentar - Mitos e Verdades. Fonte: FreePik.

Ao iniciar a introdução alimentar, a família pode ter inúmeras dúvidas. Isso contribui para que as vezes não se saiba quais alimentos realmente podem ser oferecidos ao bebê nessa fase.

No decorrer da introdução alimentar, nos deparamos com várias informações. Essas informações podem vir da internet, de algum amigo ou conhecido. Quando essas são as fontes de informação não se tem certeza se são verdadeiras ou se há algum embasamento científico em se fazer essa ou aquela escolha.

Com isso, esse texto traz informações relevantes sobre como é uma introdução alimentar saudável. Serão abordadas as principais dúvidas que eu recebo nos meus atendimentos de introdução alimentar. Quero informar vocês com dados seguros e confiáveis, de forma a distinguir o que é mito e o que é verdade.

Bebê pode tomar chá?

O chá para bebê é muitas vezes questionado quanto a quantidade e quais ervas podem ser oferecidas ao bebê que está no período de introdução alimentar. O chá é uma bebida natural, que algumas famílias fazem questão de oferecer  ao bebê para aliviar as cólicas e ajudar no sono.

Bebê pode tomar chá

Bebê pode tomar chá? Fonte: FreePik.

Então, bebês de 6 meses podem tomar chá em pequena quantidade de forma esporádica desde que seja sem açúcar.

O consumo não pode ser realizado todos os dias, como por exemplo o chá de camomila para induzir o sono.

É importante lembrar que os chãs não devem ser oferecidos para bebês menores de 6 meses, pois pode atrapalhar a amamentação, ganho de peso e crescimento do bebê.

Além disso, não é permitido oferecer ao bebê nenhum chã que contenha cafeína, como por exemplo chá mate, preto, verde, hibisco, etc…

Antes de oferecer esse tipo de bebida, é importante consultar um profissional de saúde, como uma nutricionista materno infantil, que pode te auxiliar nesse processo.

Chá para bebê dormir

As mães normalmente têm dúvidas quanto ao uso do chá de camomila para bebê para ajudar no sono da criança.

O chá para bebê dormir deve ser utilizado com atenção, sempre em poucas quantidades, em ocasiões raras e pontuais, pois a bebida pode atrapalhar a amamentação e até o consumo alimentar do bebê, pois o estômago é bem menor e ele alcance a sensação de saciedade mais rápido.

O leite materno ou a fórmula infantil contém um aminoácido, chamado triptofano, que ajuda na indução do sono, e por isso os chás durante a introdução alimentar não devem fazer parte da rotina alimentar do bebê com essa finalidade.

Bebê pode comer ovo?

A recomendação antiga era que o ovo só poderia ser oferecido ao bebê a partir dos 10 meses, pois antes disso poderia trazer complicações. Uma dessas complicações era que aumentava o risco de alergia alimentar, principalmente por causa da clara do ovo.

Então, antigamente o recomendado era que somente após os 10 meses poderia oferecer primeiro a gema e só depois a clara.

Porém, as pesquisas de hoje em dia mostram que o bebê pode consumir o ovo a partir dos 6 meses de idade. Além disso, a recomendação atual é que não precisa separar a clara e a gema, pode oferecer o ovo inteiro.

Benefícios do ovo para bebês

O ovo é um alimento com um ótimo valor nutritivo e possui proteínas de alto valor. Como você já deve ter ouvido falar, a proteína faz parte da formação e desenvolvimento dos seres vivos.

Então, o ovo para bebês a partir de 6 meses é uma excelente fonte de nutrientes  que ajudurá  no seu crescimento. Por apresentar aminoácidos que o corpo não sintetiza, o ovo contribui para complementar a alimentação.

Além disso, possui vitaminas, dentre elas a colina que ajuda na formação cerebral, além de alguns sais minerais e também gorduras boas que ajudarão na boa saúde da criança.

Bebê pode comer abacate?

O bebê pode comer abacate. O abacate é uma fruta que apresenta uma polpa com um bom valor nutricional, rico em gordura boa. Por ser uma fruta macia é indicado ao bebê que está no período de introdução alimentar.

É comum o bebê recusar o abacate nas primeiras vezes, pois ela não tem uma polpa tão doce, mas é uma fruta que tem bastante nutrientes.

Não desista na primeira tentativa!

Tente oferecer o abacate com mais frequência, alguns bebês precisam ser expostos de 8-12 vezes a um mesmo alimento para começarem a aceitar.

Benefícios do abacate para bebê

O abacate é rico em gorduras boas, contém vitaminas e minerais, como a vitamina E e o potássio. Por conter fibras, ajuda no funcionamento intestinal, evitando a constipação intestinal (intestino preso).

O abacate para bebê pode facilmente ser inserido nas primeiras papinhas, pois ele é macio e fácil de ser encontrado.

O consumo regular de abacate está associado a prevenção de doenças cardiovasculares na vida adulta.

Então, desde a introdução alimentar vale a pena a acostumar seu filho a consumir abacate.

Bebê pode tomar suco?

O suco para bebê só é recomendado para crianças a partir de 1 ano de idade, se a família quiser inserir. Isso porque as pesquisas mostram que a grande quantidade de frutose pode sobrecarregar o pâncreas, podendo causar futuramente doenças como a obesidade e diabetes.

A frutose é o açúcar que encontramos nas frutas. Então, os sucos para bebês de até 12 meses devem ser evitados. A recomendação, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, é de que somente após 1 ano de idade que o bebê poderá tomar pequenas quantidades de sucos, até 120 ml por dia.

É muito mais prazeroso e saudável a criança, ao invés de tomar o suco, se alimentar da fruta. Visto que ao comer frutas há a mastigação, massagem da gengiva, e o aproveitamento de todas as fibras presentes nas frutas.

Bebê pode comer biscoito de polvilho?

Biscoito de polvilho para bebê não é apropriado para crianças com menos de um ano de idade. Isso porque primeiro o bebê tem que aprender a comer separadamente os alimentos.

Bebê pode comer biscoito de polvilho

Bebê pode comer biscoito de polvilho? Fonte: FreePik.

Além disso, os biscoitos de polvilho contêm muito sal. Esse mineral, quando em excesso na introdução alimentar, pode fazer com que as crianças tenham uma predisposição a desenvolver doenças como a hipertensão na vida adulta.

A partir de um ano o bebê pode vir a consumir o biscoito de polvilho, desde que ele não possua gordura hidrogenada na composição. A maioria que encontramos no mercado possui esse tipo de gordura em sua composição.

Antes que o biscoito de polvilho faça parte da alimentação do seu filho, a partir de um ano, é necessário que você se informe bem. Procure na embalagem as informações nutricionais e verifique se não apresenta gordura hidrogenada. Poucas marcas não apresentam esse tipo de gordura.

Bebê pode comer biscoito tipo maisena?

No início da introdução alimentar, as pessoas podem pensar que o biscoito tipo maisena é apropriado para o bebê. Vovós adoram dar esses biscoitinhos para seus netos! Porém, o biscoito tipo maisena para bebê não deve ser oferecido!

Produtos industrializados não são recomendados para crianças, principalmente durante a sua introdução alimentar. O biscoito tipo maisena contém conservantes, como o metabissulfito de sódio.

Esse conservante pode causar danos, como crises respiratórias em bebês. Então, além de açúcares e conservantes, que podem trazer males para a criança, o biscoito tipo maisena ainda pode causar esse problema. Por isso, esse tipo de biscoito também não é recomendado para crianças maiores de um ano.

Caso alguma dúvida não tenha sido esclarecida ou surjam algumas outras sobre a introdução alimentar, procure um Nutricionista Materno Infantil.

Paula Stancari Nutricionista On-line

Gostou do conteúdo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paula Stancari

Paula Stancari

Nutricionista Especialista em Nutrição Materno Infantil e em Saúde da Família, tutora de Aleitamento Materno pelo Ministério da Saúde e mestranda pela UNIFESP

Perfil

Receba as novidades

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn