Acessórios para Introdução Alimentar

Acessórios-para-Introdução-Alimentar

Com a chegada do momento da Introdução Alimentar, a família fica preocupada não só com o que oferecer à criança, mas também em como oferecer.

Por isso é muito importante que os acessórios e utensílios utilizados sejam práticos e facilitem esta fase de adaptação à alimentação complementar.

Neste artigo reuni várias dicas de como escolher o cadeirão, babador, pratinho e colherzinha para uma Introdução Alimentar bem sucedida.

Como escolher o cadeirão?

Acessórios para Introdução Alimentar - Cadeirão

Atualmente existem diversos tipos de cadeirões, para todos os gostos e bolsos, mas alguns aspectos importantes que devem ser levados em consideração.

Seguem algumas dicas importantes para que você faça uma boa compra:

Segurança

Sem sombra de dúvidas, esse é o ponto mais importante a se observar.

Lembre-se que nessa fase o bebê estará com vontade de explorar o mundo, com isso poderá tentar sair do cadeirão a qualquer momento.

Portanto, escolha um cadeirão que tenha cintos, a fim de evitar quedas e acidentes com o seu bebê.

Fácil Higienização

A hora da refeição também é um momento de brincadeiras e interação com o alimento, com isso, será impossível o bebê se alimentar sem sujar a roupinha e o cadeirão.

Prefira sempre os modelos que sejam fáceis de desmontar e que sejam revestidos por materiais impermeáveis.

Além de garantir que o seu bebê esteja sempre em um cadeirão limpinho a cada refeição, você também ganhará praticidade no momento da higienização.

Espaço disponível em casa

Um item importante a se observar é o espaço onde o cadeirão será utilizado.

Se a sua casa ou apartamento dispõe de pouco espaço, procure pelos modelos de cadeirão que se acoplam na cadeira da própria casa.

Além desses modelos ocuparem pouco espaço, também são bastante versáteis, pois podem ser levados a restaurantes ou para uma viagem devido a sua facilidade de transporte.

Apoio para os pés

Este recurso deve ser cuidadosamente observado, pois os bebês se sentem mais seguros quando seus pezinhos estão apoiados.

Desse modo, a sua atenção ficará voltada exclusivamente para a interação com os alimentos, favorecendo assim a boa aceitação alimentar.

Regulagem de tamanho

Encontrar um cadeirão que tenha o tamanho ideal para o seu bebê pois ser uma tarefa trabalhosa.

Mesmo assim, caso você encontre, em poucas semanas o seu bebê ficará maior, com isso o cadeirão se tornará descontável.

Portanto, prefira as opções que disponham de regulagem de tamanho, assim você poderá ajustar conforme o seu bebê for crescendo e ele estará sempre se sentindo confortável.

Qual o melhor babador?

Acessórios para Introdução Alimentar - babador

É importante que você saiba que os babadores têm como principal função proteger a roupinha dos bebês de possíveis manchas criadas pelo contato com os alimentos.

Existem no mercado diversos tipos de babadores, com os mais variados estilos, modelos, materiais, tamanhos e preços.

A escolha do tipo de babador é muito pessoal, por isso falarei sobre cada um dos modelos:

Babador tradicional de pano

Se você gosta do modelo de babador tradicional de pano, opte pelos modelos que tenham uma superfície de plástico na parte de trás.

Isso é importante para impedir que a umidade passe para o corpo do bebê.

Mas atenção: se forem lavados na máquina o plástico poderá facilmente se romper.

Babador tradicional de plástico

Esse tipo de babador é de fácil higienização e normalmente possuem ótima durabilidade.

Porém, podem ser retirados facilmente pelo bebê.

Babador de BLW

São fabricados com material impermeável e possuem manguinhas que protegem até os bracinhos do bebê.

Além disso, são super fáceis de higienizar.

Como parece uma blusinha, não incomodado o bebê e ele não consegue retirar durante as refeições.

Babador de silicone com cata-migalhas

São muito fáceis de limpar, porém podem incomodar o bebê devido ao peso.

Com isso, são retirados facilmente durante as refeições pelo próprio bebê.

Além disso, quando o bebê inicia o movimento de pinça fica mais entretido em pegar as migalhas no babador do que se concentrar na comida que está no prato.

Bandana de boca

A principal função da bandana de boca é evitar que a criança molhe a roupinha com a baba, ou seja, tem a mesma função da fraldinha de boca

O ideal é que as bandanas sejam feitas de material impermeável por baixo e que sejam trocadas várias vezes ao dia para evitar problemas de contaminação.

Atenção: não é recomendada a utilização de bandana de boca como babadores ou no momento da refeição.

Como escolher o pratinho?

Assim como no caso dos babadores, no mercado também existem diversos tipos de pratinhos, nas mais diversas cores, materiais e modelos.

O mais importante a se observar é o tipo de material que o pratinho foi fabricado, pois o contato do alimento com algumas substâncias químicas podem trazer diversos prejuízos à saúde do bebê.

Pensando nisso, fiz uma análise dos materiais mais comuns para te auxiliar na escolha:

Plástico

Pratinhos de plástico são fáceis de riscar, o que resulta em ranhuras que se tornam uma grande fonte de contaminação.

Além disso, devem ser livres de Bisfenol-A (BPA free).

Melamina

A melamina quando aquecida a uma temperatura maior que 71ºC ou em contato com alimentos ácidos libera substâncias tóxicas aos rins.

Portanto, jamais deve ser utilizado para bebês, crianças e adultos.

Vidro ou Porcelana?

Materiais tradicionais nosso país, pois são fáceis de higienizar e não liberam substâncias químicas na comida.

Porém, devido a sua fragilidade em caso de queda, não é aconselhável para Introdução Alimentar de bebês.

Silicone

Até o momento se mostra um material seguro para bebês e crianças, tanto em relação a contaminação alimento quanto a sua resistência a quedas.

Bambu

Uma ótima opção, pois se trata de uma matéria-prima natural que não agride o meio ambiente, resistente a quedas e não libera substâncias químicas nos alimentos.

Mas atenção: É importante que o pratinho seja raso, possibilitando que os alimentos sejam colocados de forma harmoniosa e separados. As divisórias são optativas.

Qual a melhor colherzinha?

No início da Introdução Alimentar é recomendado que sejam utilizadas colheres pequenas e rasas.

Isso porque a boquinha do bebê é pequena e ele provavelmente comerá muito pouco nos primeiros dias.

Em relação ao material, as de silicone tendem a ser melhores, pois são macias e possuem uma temperatura agradável, diferente das de inox que muitos bebês acabam estranhando.

Outro detalhe importante a se observar é que o material deve ser livre de BPA.

Além disso a haste da colher deve ser pequena e não pode ser muito fina, pois se o bebê pegar a colher será mais fácil de manipular.

Em resumo: a colher ideal deve ser pequena, rasa, preferencialmente de silicone, livre de BPA e com a haste pequena e grossa.

Se precisar de orientações durante a Introdução Alimentar procure apoio de uma Nutricionista Materno Infantil.

Nutricionista materno infantil On-line

Gostou do conteúdo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paula Stancari

Paula Stancari

Nutricionista Especialista em Nutrição Materno Infantil e em Saúde da Família, tutora de Aleitamento Materno pelo Ministério da Saúde e mestranda pela UNIFESP

Perfil

Receba as novidades

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn