Peso na Gestação

gestante-sobre-balanca

A gestação é marcada por uma série de mudanças no corpo e na mente da gestante, o que resulta em diversas dúvidas e insegurança nas futuras mamães, principalmente em relação ao peso na gestação, pois tanto o ganho acima quanto o abaixo do peso ideal durante a gestação podem resultar em complicações para a mamãe e para o bebê.

Gestantes que ganham peso acima do recomendado aumentam as chances de desenvolver doenças durante a gestação, principalmente: Diabetes Gestacional, Doença Hipertensiva Específica da Gestação – DHEG, Hipertensão, etc. Além disso, tem maior dificuldade para perder peso no pós-parto e aumento do risco do bebê desenvolver obesidade e suas complicações ao longo da vida adulta.

 

peso-na-gestação-diabetes-gestacional

Já uma gestação com ganho de peso abaixo do ideal aumenta as chances de desenvolvimento de complicações a curto e longo prazo no bebê, entre elas: nascer Pequeno para a Idade Gestacional (PIG), Baixo peso ao nascer (<2500 gramas), aumento nas chances de complicações e mortalidade infantil decorrentes de doenças infecciosas e desnutrição, aumento do risco de obesidade, diabetes e hipertensão arterial na vida adulta, e atraso no crescimento e desenvolvimento.

Diante da preocupação de prevenir tais doenças, muitas gestantes me procuram com a seguinte dúvida: como manter o peso ideal durante a gestação? Para responder a essa pergunta, primeiramente devemos analisar o peso pré-gestacional, calcular o IMC (Índice de Massa Corporal), estimar o ganho de peso da gestante e avaliar a qualidade da alimentação para que tenha uma gestação saudável.

Durante uma gestação ideal, o organismo da mulher se modifica para receber e desenvolver o bebê ganhando, em média, os seguintes pesos:

⦁ 2,5 kgs: sangue + útero;

⦁ 1,5 kgs: placenta + líquido amniótico;

⦁ 3,5 kgs: Bebê;

⦁ 4,5 kgs: Gordura*.

*Essa reserva de gordura que o corpo faz é também uma reserva para o período de amamentação.

O ganho de peso é normalmente consequência natural do bem-estar físico, mental e fisiológico. O acompanhamento nutricional da gestação é muito importante, pois é preciso avaliar a qualidade da gestação para garantir o consumo da quantidade adequada de nutrientes importantes para a saúde da mãe e do bebê.

Ficou com alguma dúvida?

Entre em contato.

Gostou do conteúdo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paula Stancari

Paula Stancari

Nutricionista Especialista em Nutrição Materno Infantil e em Saúde da Família, tutora de Aleitamento Materno pelo Ministério da Saúde e mestranda pela UNIFESP

Perfil

Receba as novidades

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn