Dieta da Fertilidade: O que comer antes e depois da FIV

dieta-para-fertilidade-casal-fiv-resultado-positivo

Nos últimos anos cada vez mais casais têm recorrido ao procedimento de Fertilização in Vitro (FIV) para alcançarem o tão sonhado positivo.

No entanto, antes de realizar a FIV é muito importante que o casal se prepare e deixe o corpo mais saudável antes de iniciar os procedimentos.

Assim, a alimentação tem ganhado cada vez mais destaque, pois além de melhorar a qualidade dos óvulos e dos espermatozoides, também ajuda a preparar o endométrio, aumentando as chances de sucesso na FIV.

Nesse artigo vou detalhar como deve ser a alimentação antes da FIV, quais alimentos ajudam na implantação, quais alimentos devem ser evitados depois da FIV e algumas dicas de alimentação para quem vai fazer uma FIV.

Como deve ser a alimentação antes da FIV?

A dieta do Mediterrâneo tem sido apontada nos estudos científicos recentes como a dieta da fertilidade, pois aumenta as taxas de sucesso dos casais tentantes.

Isso acontece porque esse tipo de dieta inclui alimentos com componentes bioativos, com potentes antioxidantes como os flavonoides que conferem ao corpo uma ação anti-inflamatória, melhorando significativamente o ambiente endometrial.

Já para os homens, a mudança na alimentação e no estilo de vida podem melhorar a qualidade, motilidade e quantidade dos espermatozoides.

Além disso, a alimentação de quem está se preparando para a FIV deve ser variada, baseada em alimentos preferencialmente orgânicos ou da época e que favoreçam a saúde intestinal.

alimentacao-antes-da-fiv-dieta-do-mediterraneo

Confira abaixo os alimentos que compõem uma dieta para fertilidade:

AlimentoComo deve ser o consumo
Cereais integraisTodos os dias
Azeite de oliva extra virgemTodos os dias
Leite, queijos e iogurtes magrosTodos os dias
Legumes e verdurasTodos os dias
FrutasNo mínimo 3 porções ao dia
Peixes e mariscos2 vezes por semana
Ovos2 a 4 vezes por semana
Aves2 vezes por semana
Carne vermelhaNo máximo 2 vezes por semana
DocesNo máximo 2 vezes por semana

Alimentos que melhoram a qualidade dos óvulos antes da captação

Pensando em qualidade de óvulos, um nutriente que não pode faltar é o cálcio, uma vez que níveis adequados de cálcio no organismo favorecem a boa qualidade do óvulo.

No caso de mulheres com baixa reserva ovariana o uso de geleia real também pode ajudar na melhoria da qualidade.

No entanto, é importante que os cuidados com a alimentação e estilo de vida comecem pelo menos 3 meses antes da captação dos óvulos, pois é o tempo necessário para que o corpo possa responder melhor às mudanças.

Alimentos que devem ser evitados antes da FIV

alimentos-evitar-antes-fiv

A dieta da fertilidade tem o propósito de ser anti-inflamatória, de baixo índice glicêmico e que favoreça a nutrição do corpo para receber o embrião.

Dessa forma alguns alimentos podem atrapalhar esse processo e devem ser evitados, tais como:Bebida alcoólicas

  • Refrigerantes;
  • Embutidos;
  • Atum e cação;
  • Café expresso;
  • Chá de hibisco; e
  • Alimentos ultraprocessados (salgadinhos, biscoitos recheados, pipoca de microondas, salsichas, frios, sucos de caixinha, etc…).

Além disso, o excesso de alimentos refinados, incluindo o açúcar, tem uma influência negativa na qualidade dos óvulos.

Atenção: evite recipientes com Bisfenol-A

Outro ponto que deve ser levado em consideração para os casais é como os alimentos são armazenados ou aquecidos.

 O Bisfenol-A, mais conhecido como BPA, é uma substância presente no plástico e liberada nos alimentos nos extremos de temperatura (frio ou calor).

Essa substância atua como um disruptor endócrino e diminui as chances de implantação no processo de FIV.

Dessa forma, procure armazenar alimentos apenas em recipientes de vidro, evite beber líquidos quentes em copos de plásticos e não congele alimentos em potes plásticos.

Quais alimentos ajudam na implantação do embrião?

Na internet existem alguns mitos de alimentos que ajudam no sucesso da implantação, como physalis, abacaxi e inhame.

Para que a alimentação possa ajudar na implantação, é necessário seguir um Plano Alimentar Personalizado, que leve em consideração o estilo de vida do casal, a avaliação de exames específicos e os níveis de vitaminas e minerais.

Esse Plano deve ser composto por uma dieta balanceada, baseada em alimentos naturais, ricos em nutrientes, principalmente antioxidantes.

Isso contribuirá com a diminuição da inflamação do corpo, favorecendo a microbiota intestinal e a absorção de nutrientes.

Atenção: o ideal é que a mudança na alimentação seja iniciada pelo menos 3 meses antes da implantação do embrião.

Quais alimentos devem ser evitados após a FIV?

Após a implantação do embrião, além dos alimentos que não devem ser consumidos antes da FIV, os alimentos abaixo também deverão ser evitados:

  • Chás de ervas, inclusive camomila e erva doce;
  • Queijos não pasteurizados, como camembert, gorgonzola, roquefort e brie;
  • Saladas cruas de restaurante;
  • Comida japonesa crua;
  • Ovo com a gema mole; e
  • Carne mal passada.

Isso porque a higiene e a qualidade microbiológica dos alimentos são fundamentais para evitar a contaminação por toxoplasmose ou listeria.

Em relação as ervas, o consumo deve ser evitado devido ao aumento do risco de aborto.

Dicas para quem está fazendo FIV

Cardápio

Como a alimentação além de saudável também precisa ser prática, um cardápio é fundamental!

Por isso, organização e planejamento são essenciais na vida dos casais tentantes, principalmente para os que têm uma rotina cheia de compromissos.

Uma boa dica é fazer um cardápio semanal saudável que agrade o casal, otimizando o tempo, uma vez que os dois poderão comer juntos os mesmos alimentos.

Compras

Com o cardápio pronto é hora de fazer a lista de compras do supermercado, açougue e hortifruti.

Com a lista em mãos evite comprar itens que não estejam na lista, como guloseimas e alimentos ultraprocessados.

Higienização de saladas

Higienize saladas em maior quantidade, seque bem e armazene em um recipiente intercalando camadas de papel toalha ou guardanapo entre as folhas das saladas.

Fazendo assim você poderá ter saladas prontas para consumo por até 3 dias na geladeira.

Isso ajudará a economizar tempo no momento das refeições.

Congelamento de porções

Se o tempo for curto para cozinhar uma ótima dica é cozinhar grandes quantidades de uma só vez e congelar em pequenas porções (sempre em recipientes de vidro ou livre de BPA).

Cardápio Personalizado

Diversos são os motivos que levam os casais a realizarem o procedimento de FIV.

Para aumentar as chances de sucesso, a recomendação é que seja elaborado um Plano Alimentar Personalizado após uma avaliação detalhada.

Isso porque um cardápio para quem tem endometriose, por exemplo, é diferente de quem tem SOP ou uma baixa reserva ovariana.

Profissionais Especializados

Busque sempre ajuda de profissionais especializados para lhe ajudar a se preparar melhor, aumentando assim as chances do tão sonhado positivo.

Em caso de dúvidas em relação à alimentação, procure uma Nutricionista Especializada em Fertilidade.

Artigos Relacionados

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paula Stancari

Paula Stancari

Nutricionista Materno Infantil Especialista em alimentação e suplementação para aumento da Fertilidade, Inseminação, FIV, SOP e Endometriose

Receba as novidades

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn