Gestante pode comer comida japonesa?

Comida japonesa para gestantes

Uma das dúvidas mais frequentes durante os meus atendimentos de gestantes é em relação a comida japonesa. 

O maior receio das futuras mamães se deve, principalmente, em relação a transmissão da toxoplasmose, doença que pode causar diversos problemas tanto para a gestante quanto para o bebê.

A boa notícia, contrariando o que muitos pensam, é que o peixe não entra no ciclo da toxoplasmose.

Mas atenção: se você está grávida e deseja consumir comida japonesa é preciso tomar alguns cuidados, confira abaixo.

Sushi

Para a alegria de muitas mamães, não há problema algum em comer sushi durante a gravidez, desde que não tenha peixe cru.

A única observação é em relação a quantidade de molho shoyo que pode ser ingerido.

Isso porque a gestação, normalmente, já causa um grande acúmulo de líquidos.

Se o organismo da gestante tiver muito sódio poderá causar inchaço e dor nas articulações. 

Outro problema causado pelo excesso de sódio é a alta excreção de cálcio.

Esse nutriente é de extrema importância na gestação já que o bebê está em plena formação óssea.

Além disso, o cálcio também ajuda a reduzir o risco de pré-eclâmpsia. 

Portanto, consuma shoyu com moderação e sempre que possível opte pelo light. 

Sashimi, Ceviche e Camarão

O peixe e o camarão, mesmo quando consumidos crus, apesar de não transmitirem toxoplasmose, podem estar contaminados com a bactéria do tipo Listeria, que pode aumentar o risco de aborto. 

Outro risco é o verme Anisakis, que se acomoda no intestino da gestante e atrapalha a absorção de alguns nutrientes, o que pode causar bastante desconforto. 

Vasilha com shoyu para sushi e sashimi para gestantes

Se a gestante estiver com muita vontade de comer comida japonesa, a dica é: se alimente num local onde já tenha costume de consumir esse tipo de comida, dando preferência para alimentos assados, e tome todos os cuidados com a higiene. 

Atum

O atum é um peixe que vive muito tempo no fundo do mar, por isso ele absorve uma grande quantidade de mercúrio.

O consumo de alimentos com mercúrio na gestação pode causar alguns problemas no bebê, como a má formação, além de riscos de aborto.

A recomendação é que as gestantes evitem ao máximo o consumo de atum durante a gestação, seja em restaurantes e, muito menos, enlatados. 

Temaki 

Se for um Temaki elaborado com salmão grelhado, frutas ou cogumelos, não há restrição alguma!

O único cuidado é com a quantidade do consumo do molho shoyo devido ao sódio. 

Yakisoba

Não há restrições para o consumo de Yakisoba, mas as grávidas que estão com Diabetes Gestacional devem consumir com menor frequência e em porções menores.

Isso porque o macarrão pode aumentar o nível de açúcar no sangue.

Além disso, mais uma vez deve-se ter atenção com o molho shoyo – que possui grande quantidade de sódio. 

O segredo é sempre comer com moderação!

Se você está grávida e deseja comer comida japonesa, basta seguir as orientações e bom apetite!

Em caso de dúvidas, procure uma Nutricionista Especialista em Gestantes.

Artigos Relacionados

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Paula Stancari

Paula Stancari

Nutricionista Materno Infantil Especialista em alimentação de gestantes, gestação saudável, diabetes gestacional e gestação de risco

Receba as novidades

Compartilhe

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn